Leite diz “não” a Doria

Ler na área do assinante

Derrotado nas prévias do PSDB, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, foi convidado pelo governador de São Paulo, João Doria, para coordenar sua campanha presidencial.

A resposta foi um sonoro “não”.

Leite foi além e explicou o motivo:

“(...) penso que deve haver uma sinergia entre candidato e coordenador que seja maior do que o simples fato de estarem no mesmo partido. Imagino que o governador Doria busque alguém afinado com sua forma de pensar e fazer política, para além de uma visão meramente partidária”.

O governador gaúcho reconheceu a derrota nas prévias e desejou sorte a Doria. Porém, nos bastidores, o tucanato que apoiou Leite mostra pouca disposição em seguir com Doria.

Aliados do gaúcho vão ainda mais além e defendem que o processo de votação seja alvo de checagem, sobretudo depois da pane no aplicativo original, que paralisou as prévias no domingo (21), e das suspeitas de ataque hacker.

Em suma, Doria ganhou, mas não levou, pois não conseguiu somar nada para sua cambaleante ‘pré-candidatura’.

Fonte: Folha de S.Paulo

da Redação

Notícias relacionadas

Ler comentários e comentar