O dia "D" de Davi Alcolumbre: O dia do esquecimento

Ler na área do assinante

Dia 1º de dezembro de 2021, o dia "D" que deveria ser do futuro ministro do Supremo Tribunal Federal, André Mendonça, é dedicado ao seu algoz Senador Davi Alcolumbre.

No mesmo dia em que o Senador Contarato fez a sua "meia" culpa e a Senadora Eliziane afirmou que de cada uma mulher morta, duas são negras, ninguém lembrou do Senador Alcolumbre.

Depois de sentar por quase 4 meses em cima da indicação de André Mendonça, depois de ser acusado de "supostas" práticas de rachadinha com servidoras "fantasmas" em seu gabinete, depois de ter sido denunciado ao STF por tal prática criminosa, finalmente foi feita a sabatina na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, presidida por Alcolumbre.

E ninguém se lembrou dele.

Ninguém se lembrou do carro e salários pagos a uma amiga de um amigo...

O Supremo Tribunal Federal enfim terá seu ministro “terrivelmente evangélico”, indicado pelo Presidente da República Jair Messias Bolsonaro.

Henrique Alves da Rocha. Coronel PM/Sergipe

@coronelrochase

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar