Líderes dos ‘sem tetos’ em São Paulo agiam em conluio com o PCC

Os líderes do tal Movimento dos Sem Teto de São Paulo (MSTS), levavam uma vida de luxo, graças ao PCC e o tráfico de drogas.


Pelo menos, esta é a conclusão do delegado Ruy Ferraz Fontes, chefe do Departamento de Narcóticos de São Paulo (Denarc).

Wladimir Ribeiro, Secretário-geral do MSTS, foi preso nesta sexta-feira (5), em Maceió (AL), onde passava férias com a namorada.

Nas redes sociais, ele aparece esbanjando carros de luxo e uma vida abastada, bem diferente da realidade de um ‘sem teto’.

O coordenador-geral, Robinson Nascimento dos Santos, preso em São Paulo, mora numa bela casa de classe média alta e era dono de uma casa de shows, a ‘Caldeirão’. De acordo com a polícia, ele coordenava a distribuição de drogas na região da Cracolândia.

Lindalva Silva, também moradora em uma bela casa no bairro da Saúde, vice-presidente do MTST, foi presa acusada de envolvimento com a contabilidade do tráfico e a distribuição de crack.

A polícia não tem qualquer dúvida de que os líderes do Movimento dos Sem Teto eram ligados ao PCC e nunca atuaram na área da habitação.

Utilizavam o MSTS apenas como ‘disfarce’ para suas práticas criminosas.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política