PF já identificou a origem de ataque hacker

Ler na área do assinante

Um inquérito aberto pela Polícia Federal está investigando o ataque que tirou do ar o site do Ministério da Saúde.

Com o ataque, a plataforma ConecteSUS, que armazena os dados de vacinação contra a Covid, também foi afetada e saiu do ar.

A PF disponibilizou uma equipe de alto nível no enfrentamento de crimes cibernéticos.

Peritos, delegados de Polícia Federal e agentes, estão colhendo todas as informações do Ministério da Saúde, inicialmente, e de outros órgãos que sofreram ataques em menor relevância para desvendar e identificar os autores do crime.

Uma coisa é certa. Não se trata de um ataque ransomware (o “sequestro” de dados em troca de um resgate), e, sim, hacktivismo (ataque hacker politicamente motivado).

A PF, inclusive, já teria identificado a origem do ataque.Em entrevista neste sábado (11), o delegado Paulo Maiurino, diretor-geral da PF disse o seguinte:

“Nós avançamos bem, sabemos basicamente onde foi a origem do ingresso pelos criminosos e estamos agora buscando detalhes para identificá-los”

A semana vai ferver.

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar