Ex-narrador solta o verbo e diz ter sido demitido da Globo após denunciar assédio

Ler na área do assinante

Grande vetor de todas as narrativas politicamente corretas, a Rede Globo não cansa de ser desmentida pelos fatos. Dessa vez, a acusação parte do narrador Linhares Júnior que alega ter sido mandado embora após denunciar um caso de assédio moral para a ouvidoria da empresa.

O locutor trabalhava no canal de esportes da Rede Globo, o SporTV e foi demitido no mês passado, apenas 20 dias após protocolar a reclamação na ouvidoria.

Segundo o profissional o novo gerente de futebol da rede, George Guilherme o chamou "de ultrapassado" durante uma reunião, numa óbvia menção a sua idade avançada para os novos padrões da emissora.

“Eu imaginei que a Globo poderia fazer uma investigação séria. Mas ninguém falou comigo e não soube de nenhuma investigação. O gestor aparece em fotos de fim de ano normalmente, então Imagino que nada aconteceu" relatou Linhares Junior

A Globo construiu uma situação onde ela é culpada em qualquer cenário: ou por estimular um tsunami de 'direitos' sem as responsabilidades na mesma proporção. Ou por criar uma geração de profissionais que não consegue lidar com o menor obstáculo, nem mesmo uma simples demissão.

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetas, bandeiras e faixas (Todos com FRETE GRÁTIS).

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar