desktop_cabecalho

‘Progressismo’ versus mundo civilizado: A obsessão ‘progressista’ pela legitimação do crime

Ler na área do assinante

Noutro texto que publiquei aqui no JCO eu esclarecia em que medida a mentalidade ‘progressista’ é causa de degenerescência individual e social:

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/35355/san-francisco-laboratorio-socialista-declara-...

No referido texto eu mostrava que um exemplo paradigmático do que ocorre quando observamos uma espécie de laboratório para ideias ‘progressistas’ é a cidade de San Francisco/USA (administrada, desde 1964, pela esquerda estadunidense – pelo partido democrata).

Nela, especialmente a partir dos anos 1960, passou a viger a chamada “contracultura”, a qual trazia consigo o “amor livre” (eufemismo para promiscuidade exacerbada), a glamourização do uso de drogas, etc. Em suma, em San Francisco se passou a combater as virtudes originárias.

Resultado? Ora, hoje San Francisco é um exemplo de decadência moral e de vilipêndio daquilo que nos torna humanos. Nos USA ela passou a ser conhecida como “shithole”, uma cloaca. É uma das cidades mais sujas dos USA. Pelas suas ruas são encontradas pilhas de lixo, incontáveis seringas usadas, bem como muitas fezes e urina.

E há muitos indivíduos perambulando pelas ruas, semelhantes aos coadjuvantes da série ‘The Walking Dead’.

Encharcados em urina e fezes, bem como sequelados vitaliciamente pelo abuso das drogas, eles são o resultado de um macabro experimento que segue sendo alimentado pela esquerda ‘progressista’, na política, nas universidades, etc.

Portanto, alguém ainda hesita em acreditar que o propósito do ‘progressismo’ seja fazer colapsar nossas instituições e, consequentemente, a civilização?

Sem embargo, um bom exemplo, no Brasil, dessa guerra contra a civilização, contra os pilares civilizacionais, é a atuação do ‘progressismo’ na política, na cultura, etc. Afinal, suas pautas são claras: liberação do aborto, glamourização da promiscuidade, laxismo penal, desarmamento da população ordeira, desmilitarização da polícia, “bandidolatria”, liberação das drogas, promoção do roubo (violação da propriedade privada), etc.

Diversos bens fundamentais são simplesmente violados nessas pautas: vida, justiça, liberdade, propriedade privada, etc.

E o resultado está, hoje, escancarado diante de nós, especialmente quando testemunhamos a catástrofe humanitária que assola o país, com altíssimos índices de assassinatos, de gravidezes na infância e na adolescência, de monoparentalidade, de indivíduos na drogadição, incapacitados de forma vitalícia para uma vida funcional, de fome, de miséria, de sofrimento, de violência, de mortes, etc. Tais calamidades são uma evidência da eficiência daqueles que implementam as pautas citadas acima.

Por fim, um exemplo atualmente em destaque é a atuação da mentalidade progressista para legitimar o roubo, ou seja, a violação da propriedade privada, conforme noticiado aqui no JCO:

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/35456/mente-diabolica-projeto-de-lei-visa-a-descrim...

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/35434/revelado-o-detalhe-mais-sordido-e-cruel-do-pr...

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/35400/insana-deputada-do-psol-apresenta-projeto-de-...

Tal medida está em pleno acordo com a mentalidade ‘progressista’, para a qual certos bens fundamentais, como a propriedade privada, devem ser simplesmente combatidos. Por que?

Ora, tais bens fundamentais surgiram espontaneamente e assoalharam o caminho para nossa prosperidade. Assim, como o ‘progressismo’ é, em verdade, um regressismo, ele pretende causar o colapso de todos os nossos pilares civilizacionais, dentre os quais está a propriedade privada.

Assim, no plano do ‘progressismo’ vemos alguns bens fundamentais serem efetiva e gravemente lesados, como ‘vida’, ‘justiça’, ‘liberdade’, ‘conhecimento’, ‘propriedade privada’, ‘livre troca’, etc.

Mas esse é apenas um exemplo recente. O ‘progressismo’ se notabilizou por sua hostilidade contra todos os valores que pavimentaram o caminho para a prosperidade. Tal ideologia vem corrompendo nossas instituições e, consequentemente, nossos valores originários, nos fazendo imergir em uma crise marcada por diversos flagelos cujo fundamento é, antes de tudo, moral.

A corrupção de nosso tecido social moral é planejada, projetada para nos levar ao caos e ao colapso dos pilares que ainda impedem nossa queda absoluta. Ou resistimos ou testemunharemos a ruína civilizacional. Se o ‘progressismo’ vencer, a humanidade perecerá.

Para ter acesso a textos diários acesse meu Instagram (professorcarlosferraz):

https://www.instagram.com/professorcarlosferraz/

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetas, bandeiras e faixas.

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Foto de Carlos Adriano Ferraz

Carlos Adriano Ferraz

Graduado em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), com estágio doutoral na State University of New York (SUNY). Foi Professor Visitante na Universidade Harvard (2010). É professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

Ler comentários e comentar