Vera Magalhães paga mico diante de celebridade acadêmica (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Acostumada com o ‘jornalismo de compadres’, a jornalista chapa branca, Vera Magalhaes ergueu a bola para que o entrevistado ‘cortasse’, descendo o porrete em Bolsonaro.

Ela se esqueceu que estava diante de um dos maiores acadêmicos do planeta, o historiador e professor titular da Universidade de Harvard, Niall Ferguson.

Escocês de nascimento, Ferguson já vendeu mais de 5 milhões de livros e suas obras já foram traduzidas em mais de vinte idiomas.

Vera Magalhaes fez uma looonga pergunta sobre a pandemia já deixando preparada a resposta que Bolsonaro seria responsável pelas 600 mil mortes; mas teve que engolir essa:

"Eu acho tentador, muito tentador colocar a culpa nos políticos populistas que já eram impopulares entre muitas pessoas, mas especialmente os jornalistas (...) mostre-me um pais na América Latina que teve sucesso no combate à pandemia. América latina tende a sair mal no combate às pandemias, foi assim em 1957/58 com a Gripe Asiática, foi muito mal em 1919 com a Gripe Espanhola, então não vamos simplificar demais a história". Explicou Ferguson.

Basicamente o resumo da aula que ele deu a uma atônita, Vera Magalhaes foi: O que vale para a história são os fatos e não as narrativas – se ela entendeu, uma paulada!

Veja o vídeo:

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetas, bandeiras e faixas.

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar