O vídeo de Marquinhos Trad que caiu na rede e o baixo nível da política de MS

O vídeo do deputado Marquinhos Trad é uma demonstração de que em Mato Grosso do Sul vale tudo na luta pelo poder.


Que o diga o prefeito Alcides Bernal, também vítima de conteúdo apócrifo, desde que despontou na liderança das pesquisas de opinião, nas eleições de 2012.

Depois de eleito, o prefeito continuou sendo massacrado. Num movimento de preparação para o ‘golpe político’ subornaram uma senhora idosa para mentir sobre a atuação profissional de Bernal como advogado.

Tudo ficou provado cabalmente, mesmo assim, os adversários políticos até hoje, ainda o acusam, numa prática covarde e imoral.

Quanto ao vídeo de Marquinhos Trad, que revela uma suposta conversa entre ele e uma moça de nome Marcela, sai do debate político para entrar na vida pessoal e na intimidade do candidato. Inadmissível.

O vídeo mostra imagens de nudez e conversas chulas e grosseiras. Um absurdo!

Quem preparou o vídeo, provavelmente é o mesmo grupo que outrora atacou o prefeito. Merece punição exemplar.

Afirmo que foram os mesmos, pois a tal Marcela, segundo se propala, teria exigido muito dinheiro para revelar o podre diálogo que durante certo tempo teria mantido com o deputado.

Da mesma forma, a idosa que acusou Bernal, também foi subornada.

Ou seja, o modus operandi da quadrilha é exatamente o mesmo.

No caso de Bernal ele provou que se tratava de uma escandalosa mentira. Mas, mesmo assim, pessoas inescrupulosas ainda lembram o fato, pois na cabeça de algumas pessoas sempre permanece a dúvida.

No caso de Marquinhos, mesmo que ele desminta, mesmo que o conteúdo seja falso, fica a marca. Se for verdadeiro, não tem nada a ver com sua atuação política. É baixaria.

Os ataques tem um objetivo. Tirar Marquinhos de um eventual segundo turno contra o prefeito.

O autor ou autora da maldade, certamente é quem pretende disputar o 2º turno com o prefeito, no lugar do deputado.

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Foco MS