Sem saber, Bolt ficou com ex-mulher de chefe do tráfico no Rio

O atleta correu enorme risco na noite carioca.


A sorte de Bolt é que o tal traficante já morreu, caso contrário talvez tivesse que correr muito para escapar de uma provável ira do bandido.

Jady Duarte, a estudante carioca que ficou com o astro jamaicano, foi casada com o traficante ‘Diná Terror’,

Diná Terror
Diná Terror
morto há poucos meses, que chefiava o tráfico no Morro Faz Quem Quer, no Rio de Janeiro.

Jady é mãe de dois filhos do traficante, cujo nome verdadeiro era Douglas Donato Pereira, de vida pregressa marcada pelo notório envolvimento com drogas e, pelo menos, dois homicídios.

Diná Terror era acusado da morte da jovem Rayssa Christine Machado de Carvalho Sarpi, de 18 anos, e de Raianne Dantas de Jesus, de 19 anos. 

Raissa foi torturada no morro. As cenas de tortura foram filmadas e circularam nas redes sociais.

Raianne, alvo de vingança, morreu fuzilada com mais de 20 tiros.

Bolt, verdadeiramente, desconhecia os riscos do Rio.
da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades