Disputa por ponto e rivalidade podem ser as causas das mortes de dois motoristas da Uber

No fim de semana, dois motoristas do aplicativo Uber foram assassinados no Rio de Janeiro.


Iuri Martins Pereira Alcântara, de 24 anos, se envolveu em uma discussão com um motorista de vans, na quinta-feira (18).

Ele havia parado seu veículo no local usado como ponto pelos motoristas. Na noite de sábado, Alcântara estava em um bar, quando foi abordado por Mayk Frem dos Santos. Ele queria saber se o motorista de Uber havia estacionado seu carro novamente no ponto. Diante da confirmação de Alcântara, Santos atirou. O rapaz morreu na hora.

Uma foto do suspeito foi divulgada pela Delegacia de Homicídios Niterói / São Gonçalo (DHNSG) nesta segunda-feira. Sua prisão foi autorizada pela Justiça e ele é considerado foragido.

O outro crime, aconteceu na madrugada de domingo. Marcos Vinícius de Oliveira Leite, foi assassinado após uma corrida ao Recreio dos Bandeirantes.

O corpo foi encontrado dentro do carro, com marcas de tiros. Ex-mecânico, desempregado há três meses, ele havia começado a dirigir para a Uber. O caso está sendo investigado.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Polícia