Malafaia mete o “pé no peito” e desmascara Moro: “Judas e covarde”

Ler na área do assinante

‘Judas e Covarde’ foi assim que o Pastor Silas Malafaia, com sua tradicional grandiloquência, definiu o ex-juiz Sergio Moro, durante live do canal ConservaTalk nesta segunda-feira (17).

Ao lado dos ex-ministros Abraham Weintraub (Educação), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Ricardo Salles (Meio Ambiente), o líder religioso abordou temas como educação e política, sempre ancorado na pauta de costumes conservadores, da qual todos os presentes são fiéis defensores.

Um dos principais alvos da discussão foi Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e atual pré-candidato à presidência da República pelo Podemos.

Salles não perdeu a chance e provocou Weintraub com a informação que circula na internet de que estaria “se preparando para pular para o barco do Moro”.

O ex-ministro da Educação foi categórico e não deixou margem pra dúvida e negou categoricamente a informação:

“Papo de maluco, fico até ofendido”, disse.

Segundo o grupo, o Moro é um oportunista e não é conservador.

Malafaia chamou o ex-juiz de “Judas” e “traíra”.

Citou duas situações para justificar a sua opinião. Uma delas foi o fato de Moro ter se calado diante das medidas de restrição colocadas em prática no começo da pandemia de covid-19 por governadores e prefeitos. Segundo o pastor, Moro é “Judas” porque não se pronunciou quando policiais tentaram travar trabalhadores informais que vendiam seus produtos nas ruas. De acordo com o pastor, Moro tentou usar Bolsonaro como trampolim para alavancar sua campanha e saiu do governo de surpresa, atirando.

Ainda segundo Malafaia, Moro já o procurou para uma conversa, mas ele se recusou.

“Eu não falo com um cara que era ministro da Justiça e não deu um pitaco, uma palavra na covardia de governadores e prefeitos contra o povo pobre vendendo laranja, limão para viver. E esse caboclo ficou calado. Então, é um covarde que não merece a consideração do povo brasileiro”, cravou Malafaia.

O Brasil inteiro assistiu quando Moro estava na sua hora mais escura acossado pelos grampos da ‘vaza jato’, o presidente Jair Bolsonaro o colocou sob sua asa e desfilou com Moro em público até em estádios de futebol.

Quando a situação se inverteu, na crise do Covid-19 e as críticas eram fortes contra o governo federal – Moro ao invés de retribuir, se uniu à Luiz H. Mandetta e à Globo para tentar derrubar Bolsonaro. Falhou!

Moro não tem espaço para crescer nem a esquerda, nem a direita.

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetas, bandeiras e faixas (Todos com FRETE GRÁTIS).

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar