Professora de Zoe Martinez queria se aposentar e viver em Cuba, e o que vem a seguir é surpreendente (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Em uma entrevista concedida ao Brasil Paralelo, a ativista e analista política Zoe Martinez contou como foi a longa e dura jornada de sua família ‘para driblar as dificuldades e imposições da ditadura cubana’ e conseguir ‘fugir’ para o Brasil.

Tudo começou com seu pai, que entrou com visto de turista, se tornou um imigrante ilegal e, enfim, conseguiu o asilo político.

O que vem a seguir é uma história de luta e resiliência, até que Zoe, enfim vivendo aqui e já como estudante, sente-se desafiada em seus sentimentos mais íntimos ao ouvir o ‘sonho’ de uma professora - provavelmente uma esquerdopata iludida (sim, é redundância!) - que diz ‘querer se aposentar e viver em Cuba’.

Zoe Martinez conta que foi a partir daí que surgiu uma vontade, ou mesmo uma necessidade incontrolável de contar para o mundo as ‘terríveis’ experiências de seu povo, dominados sob mão de ferro pelos Castro, e revelar a verdade sobre o comunismo na ilha subjugada.

Vale a pena assistir este trecho editado da entrevista e ficar por dentro de fatos que ainda surpreendem.

E se você, depois de assistir, ainda defender Cuba, Venezuela ou qualquer nação socialista ou comunista, é melhor fazer as malas e se mudar pra lá.

Veja o vídeo:

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetas, bandeiras e faixas.

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar