desktop_cabecalho

MPF aperta o cerco e pede novamente a condenação de Aécio, por corrupção

Ler na área do assinante

Os dias de Aécio Neves (PSDB-MG) na política podem, enfim, estar chegando ao fim. Isso porque o Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) voltou a pedir a condenação do deputado federal, acusado pelo crime de corrupção passiva.

Segundo o MPF, o tucano recebeu R$ 2 milhões em propina, dinheiro repassado ilicitamente pelo empresário Joesley Batista, em 2017, em troca de favorecimentos à sua empresa, a JBS.

O caso ganhou notoriedade na época, com a prisão da irmão do parlamentar tucano, Andréa Neves, acusada de participar do esquema e receber o valor em nome dele.

Um primo de Aécio, Frederico de Medeiros, e Menderson Souza Lima, então assessor do ex-senador Zezé Perrella (MDB-MG), também foram presos pela Polícia Federal (PF), no mesmo caso, citados em delação de Joesley Batista.

A defesa do deputado, em nota, alega que os ‘delatores’ teriam esclarecido, em depoimentos posteriores, que o dinheiro foi repassado como um empréstimo e não haveria ilegalidade.

O MPF, entretanto, reforçou o pedido de condenação com base em vídeos e nas investigações feitos pela PF.

Nas alegações, além da condenação, os promotores solicitaram ainda a perda do mandato do deputado e a devolução do dinheiro.

Será que a casa cai, desta vez, para Aécio?

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetas, bandeiras e faixas.

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar