Cadáver ressuscita para assombrar Lula

Réu em Brasília, prestes a ser réu em três processos na ‘República de Curitiba”, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acaba de ser surpreendido por um terrível ‘fantasma’ do passado.


A delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral acusa Lula de ter feito parte de um esquema armado para comprar o silêncio do empresário Marcos Valério, o operador do ‘mensalão’.

O ministro Teori Zavascki já determinou a apuração do caso.

Na condição de relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro também determinou o compartilhamento de todas as informações com o inquérito que apura todo o esquema de corrupção na Petrobras.

A decisão demonstra claramente que o relator da Lava Jato admite a existência de um elo de ligação entre mensalão, petróleo, Lula e PT.

De acordo com a delação do ex-senador, além de Lula, teriam participado do esquema para silenciar Marcos Valério, o ex-ministro Antonio Palocci e Paulo Okamotto.

A boca de Marcos Valério teria sido fechada por R$ 220 milhões e o dinheiro teria sido viabilizado por Pallocci e Okamotto junto às empreiteiras atuantes no ‘Petrolão’, por determinação de Lula.

No próximo dia 12 de setembro, Marcos Valério deverá prestar depoimento ao juiz Sergio Moro, em Curitiba.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política