desktop_cabecalho

Zambelli revela ‘profecia’: ‘Atentado’ contra a soberania do Brasil pode estar próximo (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

A deputada federal Carla Zambelli chamou a atenção para um antigo vídeo do renomado indigenista Orlando Villas-Bôas, que pode abalar as estruturas da democracia no Brasil e no mundo.

"É 'curioso' que as demarcações de terras indígenas no Brasil, que já compreendem 13,8% do território nacional, estejam situadas nas áreas mais ricas do mundo, não é?
Orlando Villas-Bôas, falecido em 2002, já previa a sanha de outros países sobre as riquezas brasileiras", escreveu a parlamentar em suas redes sociais. 

Orlando Vilas-Bôas enumera as riquezas brasileiras (algumas raríssimas) nas terras onde a exploração é ‘proibida’ por lei, mas faz uma previsão sobre um terrível ‘atentado’ contra a soberania brasileira em terras da Amazônia, ainda em andamento:

“Mais ou menos uns dez a quinze Ianomâmis, os mais destacados da comunidade, estão na América. Aprendendo inglês e aprendendo uma política. Essa gente volta para a tribo Ianomâmi, liderando, falando inglês, uma outra mentalidade e vão pedir um território Ianomâmi desmembrado do Brasil e da Venezuela. E a ONU vai dar”.

O indigenista pode ter se equivocado sobre a data da realização de sua ‘profecia’, porém os tempos agora estão mudando rapidamente, bem como as novas prioridades e ‘necessidades’ impostas por uma Guerra que parecia improvável no Leste Europeu.

Será o Brasil, a nova Ucrânia?

Vale a pena ver o vídeo:

ATENÇÃO! O Brasil está à beira da 'censura'.

As seguidas investidas do ‘sistema’ estão fazendo com que o povo agonize sem saber o que pode acontecer.

Mas, eis que surge uma luz no fim do túnel!

Sem perdão para esses 'seres malignos', a mais nova edição da Revista A Verdade lança um dossiê forte e revelador que desmascara todo o "sistema".

Assine agora a Revista A Verdade e descubra tudo sobre a investida que pode mudar a história do Brasil!

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar