Azambuja e JBS: R$ 10,5 milhões em doações e retribuição de R$ 1 bilhão em incentivos fiscais

É o toma lá dá cá, que enlameia a nossa classe política e desnuda o banditismo de nossa classe empresarial.


O governador de Mato Grosso do Sul, pecuarista Reinaldo Azambuja, literalmente abriu as pernas para a JBS, alvo principal da Operação Greenfield, da Polícia Federal.

Ele já concedeu a bagatela de R$ 1 bilhão em incentivos fiscais para o grupo, caracterizando a prática notável de retribuição a ajuda que recebeu na campanha política: R$ 10,5 milhões em doações e, segundo se comenta, outros milhões e milhões via caixa dois.

A ironia fica por conta do fato de Azambuja ter sido eleito criticando o envolvimento de seu adversário, o ex-senador Delcídio do Amaral, no Petrolão.

É, como dizem, ‘o sujo falando do mal lavado’. 

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Foco MS