Deputada e marido prefeito são alvos de nova investida da Polícia Federal

‘Meu voto é pra dizer que o Brasil tem jeito, o prefeito de Montes Claros mostra isso para todos nós com sua gestão. Meu voto é pelo Brasil’, a frase da deputada Raquel Muniz, dita no dia da votação da abertura do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, ecoou por todo o pais em função de um fato no mínimo irônico. No dia seguinte, o tal prefeito da cidade mineira, Ruy Muniz, marido da deputada, foi preso e afastado do cargo.


Nesta sexta-feira (9), uma nova operação da Polícia Federal, investiu contra um grupo que teria praticado fraudes tributárias e previdenciárias, estelionatos qualificados, desvio de recursos de entidades beneficentes de assistência social sem fins lucrativos e de verbas públicas federais.

A dupla Ruy e Raquel, prefeito e deputada, marido e mulher, são alvos desta Operação batizada como ‘Véu Protetor’.

A Véu Protetor foi realizada nas cidades mineiras de Montes Claros, Belo Horizonte, Lavras e Contagem, além de Brasília e Lages, em Santa Catarina. Estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em empresas e residências ligadas ao esquema.

O rombo é gigantesco e teria promovido nos últimos vinte anos a apropriação e a subtração de recursos de entidades beneficentes para enriquecimento dos componentes da organização criminosa, incluindo mansões e imóveis de alto valor, aeronaves, automóveis, além de elevados saques e desvios de valores para custeio de despesas pessoais e políticas, muitos dos quais por contratos fictícios.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Variedades