Sistema que mobiliza socorro da defesa civil está paralisado em todo o país com o bloqueio do Telegram

Ler na área do assinante

A decisão do ministro Alexandre de Moraes de bloquear o aplicativo Telegram causou perplexidade no secretário de Mudanças Climáticas da Prefeitura de São Paulo, Antonio Fernando Pinheiro.

Segundo ele, a suspensão do Telegram deverá inviabilizar a ação das autoridades de todo o País diante das fortes chuvas esperadas para este fim de semana.

“É preciso recorrer dessa decisão, rever isso”, disse ele. 

O Telegram é o principal instrumento de mobilização da Defesa Civil e de outros organismos que atuam no socorro à população.

Ele citou como exemplo a cidade de Belo Horizonte, onde 4 mil pessoas envolvidas em ações de socorro da Defesa Civil fazem parte de um grupo do Telegram. Ele explicou que o Whatsapp, por exemplo, limita os grupos a 256 pessoas e não há tempo para reformar todo o sistema de mobilização.

O secretário acha estranho que o poder público, nesse caso representado por um ministro do STF, seja capaz de bloquear uma rede que o próprio poder público utiliza para mobilizar socorro a brasileiros vítimas de enchentes deslizamentos e outros desastres naturais.

ATENÇÃO! O Brasil está à beira da 'censura'.

As seguidas investidas do ‘sistema’ estão fazendo com que o povo agonize sem saber o que pode acontecer.

Mas, eis que surge uma luz no fim do túnel!

Sem perdão para esses 'seres malignos', a mais nova edição da Revista A Verdade lança um dossiê forte e revelador que desmascara todo o "sistema".

Assine agora a Revista A Verdade e descubra tudo sobre a investida que pode mudar a história do Brasil!

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Diário do Poder

da Redação
Ler comentários e comentar