Semana quente! Novas delações e novas revelações...

Se Luiz Inácio Lula da Silva não fosse o ‘Lula’, certamente já estaria preso.


O juiz Sérgio Moro sabe que a prisão de Lula tem que ser muito bem pensada. Sem chances e possibilidades de uma reversão numa instância superior.

Motivos para a prisão são muitos, desde os crimes perpetrados até a insistência demasiada de obstruir as investigações e a Justiça.

Moro, inteligente, conhecedor do direito e extremamente estrategista, sabe, porém, os riscos de uma prisão de uma figura ainda idolatrada por uma significativa parcela da população.

Esse é o entendimento que aqueles sedentos de Justiça, que clamam pela prisão de Lula, precisam compreender.

Os últimos eventos em São Paulo, em função do impeachment de Dilma Rousseff, demonstram que, talvez, o Brasil ainda não esteja preparado para o encarceramento de um líder de massas como Lula.

De outro lado, o comportamento do ministro Ricardo Lewandowski no episódio que culminou com o afastamento definitivo da petista, rasgando a Constituição, quando estava ali justamente para protegê-la, gera uma notável insegurança jurídica.

E o juiz Sérgio Moro tem exata noção de tudo isto. Daí ter ele próprio, há pouco tempo, clamado pelo apoio da sociedade.

Nos próximos dias, a situação de Lula irá se agravar muito mais. Marcos Valério, aquele do ‘mensalão’, presta depoimento nesta segunda-feira (12). Léo Pinheiro, da OAS, na terça-feira (13) e Marcelo Odebrecht, da Odebrecht, na quinta-feira (15).

Novas e contundentes revelações virão à tona. A semana vai ser extremamente quente.

Nesse sentido, como cidadã, digo o seguinte: Somos todos Moro.

Eu acredito!

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários

Mais em Política