Efeito Carmen Lúcia e STF marca data para julgar denúncia contra Gleisi Hoffmann

A senadora Gleisi Hoffmann deverá se tornar ré junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), no próximo dia 20 de setembro, data marcada pela Segunda Turma do colegiado para julgar a denúncia contra ela, o ex-ministro Paulo Bernardo e o empresário Ernesto Kugler.

Participarão do julgamento os ministros Gilmar Mendes, Celso de Mello, Carmen Lúcia, Dias Toffoli e Teori Zavascki.

Se a maioria aceitar a denúncia, finalmente os três investigados passarão à condição de réus em uma ação penal no STF.

O tribunal também pode arquivar o caso, se entender que faltam provas mínimas para justificar a continuidade das investigações.

A denúncia apresentada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, narra que na campanha de Gleisi ao Senado em 2010, foram injetados R$ 1 milhão do esquema de desvios de dinheiro da Petrobras.

A quantia teria sido paga em quatro parcelas a Kugler, a pedido de Gleisi e do marido.

Assim como Kugler, o casal é suspeito de ter cometido corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

da Redação

da Redação

Comentários