Após dois anos de trabalho, Lava Jato chega ao chefe

Os procuradores da Força Tarefa da Operação Lava Jato marcaram entrevista coletiva com a imprensa na tarde desta quarta-feira (14), quando deverão apresentar em rede nacional de rádio e televisão, os termos da primeira denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.


Após dois anos de intenso trabalho, 1.397 procedimentos instaurados, 654 ações de busca e apreensão, 174 conduções coercitivas,

76 prisões preventivas, 92 prisões temporárias, 6 prisões em flagrante, 112 pedidos de cooperação internacional, 70 acordos de delação premiada, 6 acordos de leniência, 46 acusações criminais contra 225 pessoas, 7 acusações de improbidade administrativa com R$ 38,1 bilhões em ressarcimentos requeridos, R$ 3,8 bilhões já recuperados para os cofres públicos e 106 condenações, acreditamos que a Lava Jato chegou no chefe.

Essa denúncia contra Lula é apenas a primeira de uma série de três que deverão ser apresentadas neste mês de setembro, além de outras quatro até o fim de 2016.

Assim, o chefe será réu em pelo menos sete ações na ‘República de Curitiba’, que deverão resultar em mais de 200 anos de condenação.

Eu acredito!

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários

Mais em Direito e Justiça