O ‘grande empresário’, amigo de Lula, é condenado

O juiz Sérgio Moro acaba de tornar pública mais uma sentença contra réu implicado na Operação Lava Jato.


Desta feita foi a vez do empresário e pecuarista José Carlos Bumlai.

O ‘amigo de Lula’, aquele que tinha acesso livre no Palácio do Planalto’ e se hospedava na casa do ‘chefão’, foi condenado a 9 anos e 10 meses de prisão por gestão fraudulenta de instituição financeira e corrupção no âmbito do petrolão.

Foi Bumlai quem levantou o empréstimo fraudulento no banco Schahim, que teria sido utilizado para pagar a chantagem que o empresário Ronan Maria Pinto estava fazendo junto ao ‘chefão’.


Também foram condenados o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto (6 anos e 8 meses, regime semiaberto por corrupção passiva), o operador de propinas Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano (6 anos em regime semiaberto por corrupção), os executivos Milton Schahin e Salim Schahin (9 anos e 10 meses de prisão por corrupção e gestão fraudulenta), o executivo Fernando Schahin (5 anos e 4 meses em regime semiaberto por corrupção ativa), o ex-gerente da Petrobras Eduardo Musa (6 anos em regime semiaberto por corrupção) e o ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró (6 anos e 8 meses, regime semiaberto por corrupção passiva).

O filho de Bumlai, Maurício Bumlai, foi absolvido.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Direito e Justiça