Em fala a militares, ministro do TST surpreende, cita artigo 142 e detona ativismo judicial no Brasil (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O ministro Ives Gandra Martins Filho, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), responsabilizou o poder judiciário pela crise política pela qual passa o país.

Ele falou a juristas e militares em audiência sobre o tema, no Superior Tribunal Militar (STM), no último dia 30 de março:

“O Supremo, em muitas ocasiões, não respeita a Constituição Federal, e o epicentro da crise política brasileira está no poder judiciário", disse o magistrado.

Gandra ressaltou a dificuldade encontrada para contestar ou mesmo para derrubar os atos e decisões do Supremo Tribunal Federal (STF), mas citou um artigo da própria Constituição, como o caminho:

“Quando o ativismo vem de baixo, recurso. E quando vem de cima? Artigo 49, inciso onze da Constituição Federal, que diz que compete ao Congresso Nacional zelar pela sua competência privativa legislativa, frente a invasão por outros poderes”.

O ministro foi além e citou um outro artigo, este mais polêmico, que prevê as Forças Armadas como poder moderador:

“Meu pai (o jurista Ives Gandra Martins) foi colocado em cheque quando falava do artigo 142 da Constituição Federal. Se a gente pegar o 142, ele está no título da defesa do Estado e das instituições democráticas. O constituinte previu situações em que seria necessário alguma coisa que colocasse os três poderes de novo em harmonia".
O que não se concebe é se dizer que o judiciário seria o poder moderador. Um dos poderes jamais pode ser poder, o problema e a solução".

Ives Gandra Martins Filho citou ainda alguns absurdos advindos do ativismo judicial praticado pelo STF:

“Nunca foi aprovado pelo Congresso qualquer norma que autorizasse o aborto. Vem o Supremo e entra nessa esfera, abrindo não só a questão do anencéfalo, mas aquela decisão de uma das turmas do Supremo dizendo que até o terceiro mês (de gestação) era possível… isso é ativismo claríssimo”.

Uma verdadeira aula de direito e a demonstração de como um único poder está conseguindo instalar o caos no Brasil!

Veja o vídeo:

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetasbandeiras, faixascanecas e até VINHOS.

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar