O intrigante recuo de Teori

O ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), retirou da decisão que manteve as investigações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a frase em que afirmou que Lula queria ‘embaraçar as apurações’ da investigação.

No recurso denominado ‘Agravo de Instrumento’ proposto pela defesa contra a decisão de Teori, o ministro manteve a sua decisão, mas reconheceu que a expressão ‘embaraçar’ foi inadequada.

Quem não se lembra que Delcídio foi preso pelo próprio Teori por ‘obstrução da Justiça’.

Fica o questionamento sobre Lula: quem embaraça, obstrui?

Sim, óbvio, quem embaraça está obstruindo.

Então está explicada a providencial modificação no despacho de Teori.

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br

da Redação

Comentários