Uma carreira meteórica cessada pelo ‘Velho Chico’

O ator Domingos Montagner morreu afogado no Rio São Francisco, no intervalo de uma gravação da novela ‘Velho Chico’, da Rede Globo.


No fim da tarde desta quinta-feira (15) o corpo do ator foi encontrado.

O ator tinha 54 anos e antes da fama meteórica teve uma vida intensa e elogiável.

Montagner foi professor de educação física no ensino fundamental. ‘Eu tinha uma verdadeira paixão em dar aula’, contou certa vez.

Seu primeiro contato profissional com as artes cênicas foi no curso de interpretação no Circo Escola Picadeiro, no começo dos anos 1990.

O pontapé na área o conduziu à criação do grupo circense La Mínima, em 1997, ao lado de Fernando Sampaio. 

Em 2003, os sócios deram início ao projeto paralelo Circo Zanni. Com direção artística de Montagner, a iniciativa, que continua na estrada, tem o intuito de colocar em foco circos pequenos e de médio porte em cidades brasileiras.

A fantasia de palhaço passou então a fazer parte do cotidiano do ator. 

Com a peça ‘A Noite Dos Palhaços Mudos’, conquistou o prêmio Shell de Teatro em 2009, e deu origem ao curta-metragem de mesmo nome.

Não obstante a carreira intensa e brilhante, só ganhou notoriedade nacional em 2011, ao interpretar o Capitão Herculano, na novela ‘Cordel Encantado’.

Foi protagonista na minissérie ‘Brado Retumbante’, depois fez Zyah, em ‘Salve Jorge’, em 2012.

Ainda em 2012 estreou no cinema com o filme ‘Gonzaga – de Pai Pra Filho’, de Breno Silveira

Voltaria a protagonizar uma novela em 2015, em ‘Sete Vidas’, na qual viveu Miguel, um doador de sêmen que é procurado por sete filhos em busca do pai biológico.

No mesmo ano, o ator rodou três longas -metragens, que só entraram em cartaz em 2016: ‘De Onde te Vejo’, ‘Vidas Partidas’ e ‘Um Namorado para Minha Mulher’.

Montagner ainda vai aparecer nos cinemas este ano com o filme ‘Através da Sombra’, sem data de estreia prevista.

Em sua última participação, interpretou o personagem Santo, em ‘Velho Chico’.

Casado com Luciana Lima há 14 anos, o ator deixa três filhos: Leo, de 12 anos, Antônio, de 7, e Dante, de 5.

da Redação

da Redação

Comentários

Mais em Variedades