Numa absurda inversão de valores, Justiça condena homem à prisão por chamar deputado de "Capitão Cueca"

Ler na área do assinante

A Justiça Federal do Distrito Federal condenou a 5 meses de prisão um homem que chamou o deputado José Guimarães (PT-CE) - irmão de José Genoíno - de "Capitão Cueca", "Cabra Safado", "Político Vagabundo" e "Corrupto".

A discussão ocorreu num voo que partia de Fortaleza para Brasília, em outubro de 2019.

Gilberto Alves Júnior havia sentado do lado do petista e iniciou um vídeo para divulgação no WhatsApp. Na época, o rapaz, indignado com as denúncias de corrupção, disse:

- Estou do lado do 'Capitão Cueca', que foi pego com dinheiro na cueca aqui, ó. É o Zé Guimarães do PT, que roubou o Brasil inteiro, mandou dinheiro para Cuba, para Venezuela - disse o rapaz.

A juíza Pollyanna Kelly Maciel Medeiros, da 12ª Vara Federal do DF, deu ganho de causa para o parlamentar por injúria e argumentou que a pessoa flagrada com o dinheiro na cueca, em 2005, era um assessor do deputado, José Adalberto Vieira da Silva. Ele tinha US$ 100 mil na cueca e mais R$ 209 mil na maleta. Ele foi pego com os valores no Aeroporto de Congonhas. 

A magistrada determinou a prisão do homem e o pagamento de uma multa no valor de R$ 5 mil.

Cabe recurso.

José Guimarães nunca foi condenado pela Justiça. A defesa alegou que ele não tinha envolvimento no caso, muito embora o salário de assessor parlamentar não justificasse o montante encontrado com José Adalberto. O caso prescreveu e, agora, José Guimarães processa Gilberto por danos morais. Em 2021, o rapaz pagou R$ 7 mil ao petista.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camisetabandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

da Redação
Ler comentários e comentar