Diante de Generais, Bolsonaro faz discurso fortíssimo e manda recado com nome e endereço certo (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

O presidente Jair Bolsonaro voltou a tocar em temas delicados durante evento oficial em comemoração ao Dia do Exercito, nesta terça-feira (19).

Diante dos generais e de representantes do alto comando e aproveitando a presença do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, e dos presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco, o chefe do executivo relembrou o papel das Forças Armadas ao longo da história, e o seu protagonismo, tanto em mudanças, quanto na manutenção de governos:

“Quando se fala em exército brasileiro, vem à nossa mente que em todos os momentos difíceis que a nossa nação atravessou, as Forças Armadas, o nosso exército sempre esteve presente
Assim foi em 22, em 35, em 64, e em 86, com a transição que foi feita com os militares e não contra os militares.
Também agora em 2016, em mais outro momento difícil de nossa nação, a participação do então comandante do exército (General) Vilas Boas marcou a nossa história”, disse Bolsonaro.

O presidente subiu o tom e voltou a falar sobre dar a vida para garantir a liberdade do povo brasileiro:

“As Forças Armadas não dão recado, elas estão presentes, sabem como proceder, o que é melhor para seu povo e para o seu pais.
Elas têm participação ativa na garantia da lei e da ordem, da nossa soberania e do regime ao qual o povo quer viver, e nós sabemos que nesse regime, acima de tudo está a nossa liberdade”

Mas o recado ainda tinha que ser dado a quem de direito e Bolsonaro, então, dirigiu-se diretamente a Lira e a Pacheco. Ele citou, mais uma vez as eleições e as urnas eletrônicas, disse que as Forças Armadas estarão presentes durante o processo e falou sobre a importância de garantir a transparência:

“Todos sabem que a alma da democracia repousa na tranquilidade e na transparência do sistema eleitoral. Sistema esse que deve ser cada vez mais zelado por todos nós. Quem dá o norte para nós são as urnas, que fazem surgir, não só o presidente da República, como a composição do parlamento brasileiro.
E não podemos, jamais, ter eleições no Brasil, que sobre ela paire o manto da suspeição. E esse compromisso é de todos nós, presidentes dos poderes, comandantes de forças, todos nós somos agentes desse processo.
Nós militares juramos dar a vida pela nossa pátria se preciso for e todos nós, povo brasileiro, faremos mais do que isso para garantir nossa liberdade e para que todos, sem exceção, joguem dentro das quatro linhas da Constituição."

Mais do que um recado, Bolsonaro deixou bem claro qual é a missão das Forças Armadas em nosso país e ainda deu o endereço do local onde ela deve agir para garantir o ‘jogo limpo na política’.

E missão dada é missão cumprida!

Confira no vídeo:

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetasbandeiras, faixascanecas e até VINHOS.

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar