"O Custo da Lacração": Netflix perde assinantes pela primeira vez em dez anos

Ler na área do assinante

Embora a Netflix tenha popularizado o conteúdo em vídeo on demand e tenha tido um crescimento astronômico durante a pandemia da Covid-19, uma das principais queixas do assinante é o excesso de conteúdo que atende uma agenda ideológica. Por isso, ainda no segundo trimestre de 2021, amargou uma perda de quase meio milhão de assinantes. Em 2022, em apenas 3 meses, a Netflix perdeu novamente incontáveis 200 mil assinantes. A gigante do streaming disse que é a primeira vez em 10 anos que isso ocorre.

Hoje, quase 222 milhões de pessoas assinam planos da plataforma.

Entretanto, uma perda imensa a Netflix projeta para o segundo trimestre deste ano, quando mais de 2 milhões de pessoas poderão rescindir os planos.

O streaming alega que a queda no número de assinantes só foi considerável porque o serviço anunciou um aumento de preços em mercados importantes, como Estados Unidos e Reino Unido, e também decidiu suspender as operações na Rússia.

- Nossa penetração familiar relativamente alta – incluindo o grande número de famílias que compartilham contas -, combinada com a concorrência, está criando ventos contrários no crescimento da receita - diz, em comunicado, a empresa.

A Amazon Prime e a Disney+ são os principais concorrentes da Netflix e possuem 148 milhões e 129,8 milhões de assinantes, respectivamente, e em franco crescimento. 

Com tanta competitividade, conteúdo lacrador e a qualidade duvidosa do catálogo, é difícil dizer por quanto tempo a Netflix continuará na liderança.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

da Redação
Ler comentários e comentar