A carta mais explosiva do General, presidente do Clube Militar, pode ‘colocar fogo no país’

Ler na área do assinante

Desde a posse de Jair Bolsonaro, em janeiro de 2019, e principalmente a partir do início dos ataques sofridos pelo presidente e pelo governo federal, advindos do Supremo Tribunal Federal (STF) e de membros do Congresso Nacional, com ações contínuas de desrespeito à autonomia entre os poderes, o Clube Militar (CM) tem emitido notas com opiniões fortes cobrando o respeito à Constituição.

Algumas dessas cartas foram dirigidas diretamente à Suprema Corte ou a lideranças políticas e entidades, para chamar a atenção sobre fatos ou situações com os quais os membros do CM não concordavam.

Outra carta foi redigida e publicada na noite desta sexta-feira (22), assinada pelo presidente do Clube Militar, General Eduardo José Barbosa, para tratar sobre a condenação do deputado federal Daniel Silveira, posteriormente perdoado por Jair Bolsonaro.

Desta vez, o conteúdo sob o título de “Esperança Democrática”, foi realmente explosivo e pode jogar mais lenha na fogueira de um país em clima de guerra.

O trecho mais impactante traz a seguinte frase:

“Lamentável termos, no Brasil, ministros cujas togas não serviriam nem para ser usadas como pano de chão, pelo cheiro podre que exalam”.

Leia a íntegra da carta, abaixo:

O Jornal da Cidade Online está sendo vítima da Censura.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou a desmonetização do site.

Um ato cruel... Um "tapa na cara" da democracia.

Neste momento, onde estamos assistindo a liberdade de expressão ser devastada e conservadores sendo calados, precisamos da ajuda de todos os patriotas...

Faça a assinatura do JCO agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo da destemida Revista A Verdade.

Clique no link abaixo:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lançamos também uma loja virtual com camisetasbandeiras, faixascanecas e até VINHOS.

Ajude-nos! Compre no Shopping Conservador:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar