"Exército de Stédile" volta a atacar

Ler na área do assinante

O prédio da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) em Brasília foi alvo de vandalismo na última quarta-feira (20).

O MST diz que a ação fez parte da Jornada Nacional de Luta em Defesa da Reforma Agrária, que ocorre em abril com o lema "Terra, Teto e Pão".

Cerca de 30 “vândalos” do Movimento Sem Terra (MST) se envolveram na ação que visava protestar contra o agronegócio e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Frases como "Fora, Bolsonaro", "soja não enche o prato" e "agro é veneno" foram pichadas no muro e na guarita do prédio.

Além das pichações, os integrantes do movimento cantavam “o Brasil está sangrando, a fome reinando, o povo morrendo e o agro lucrando”.

O MST afirma que o agronegócio "condena milhões à fome" e que é um dos "pilares de sustentação" do governo Bolsonaro.

Após o ataque, os militantes saíram do local em um ônibus, mas foram detidos pela polícia e encaminhados à delegacia. Eles foram liberados após assinar um termo circunstanciado de ocorrência.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

da Redação
Ler comentários e comentar