Coincidentemente, às vésperas de nova campanha eleitoral, Adélio pode vir a ser libertado

Ler na área do assinante

O homem que esfaqueou o presidente Jair Bolsonaro na campanha eleitoral de 2018 pode vir a ganhar a liberdade no próximo mês.

Adélio Bispo de Oliveira foi absolvido impropriamente pelo juiz federal Bruno Savino em 14 de junho de 2019. A absolvição imprópria é um dispositivo que pode ser aplicado aos réus que são considerados inimputáveis. O réu não é sentenciado a uma pena, mas deve cumprir medida de segurança. No caso de Adélio, a prisão preventiva foi convertida em internação.

O magistrado aplicou a internação contra Adélio por tempo indeterminado enquanto não fosse verificada a “cessação de periculosidade", o que deveria "ser constatado por meio de perícia médica” ao fim do prazo mínimo de três anos.

A partir do dia 14 de junho, Adélio Bispo de Oliveira poderá ser submetido a uma nova perícia médica.

O objetivo disso é avaliar o grau de periculosidade e se ele ainda representa algum risco para a sociedade.

Adélio encontra-se recolhido na Penitenciária Federal de Campo Grande.

Assim, após a avaliação dos médicos, a decisão quanto a uma eventual soltura caberá ao magistrado responsável pela fiscalização da internação, que é o juiz Luiz Augusto Iamassaki Florentini, da 5ª Vara Federal da Capital de MS.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Fonte: R7

da Redação
Ler comentários e comentar