Renan, perverso e sorrateiro, o pior inimigo da Lava Jato

Numa incoerência só encontrada no Brasil, caso Renan não fosse senador da República e assim não tivesse amparado pelo nefasto ‘foro privilegiado', fatalmente estaria preso.


Alguém tem dúvida disto?

Renan Calheiros, essa figura que preside o Senado Federal brasileiro, responde atualmente a 11 inquéritos no Supremo Tribunal Federal (STF).

Isto sem contar a denúncia oferecida contra ele no caso envolvendo a jornalista Mônica Veloso - falsidade ideológica e uso de documento falso - que ficou três anos engavetado no STF e acabou prescrevendo. Um absurdo!

Com relação aos onze inquéritos, oito deles são relacionados às investigações da Operação Lava Jato.

Ou seja, não tivesse o tal foro especial, já seria réu em diversos processos na ‘República de Curitiba’ e, tamanho o seu envolvimento, certamente estaria amargando algumas condenações e já teria pena para cumprir.

Entretanto, como ele é esperto e elegeu-se senador, possivelmente com o dinheiro oriundo do produto desses casos investigados, mas que ficam parados no STF, ele pode dedicar o seu dia-a-dia as tramas e tramoias para obstruir a Lava Jato.


Pessoalmente, o considero o pior inimigo da Lava Jato, o mais poderoso e habilidoso.

Alguém tem dúvida disto?

Amanda Acosta

redacao@jornaldacidadeonline.com.br 

da Redação

Comentários

Mais em Política