A eleição para presidente e a história do Prato Único...

Ler na área do assinante

A ascensão do socialismo no Brasil já vem sendo fomentada há algumas décadas, especialmente, após a redemocratização, em 1984. A reboque, o comunismo bate à nossa porta. O aparelhamento das instituições estão aí para quem quiser ver.

A olhos vistos, os discursos e atos do esquerdistas se alastram pelo país, de norte a sul, em busca da retomada do poder a qualquer custo. Não obstante, essas ações estão acontecendo ao redor do mundo.

O ex-presidiário Lula, já deixou claro suas pretensões pra lá de totalitárias. A mais incisiva é a que ele disse em julho de 2021:

“...A China tem um partido que tem poder e um estado forte, que tem comando. A China é um exemplo de desenvolvimento para o mundo...”

Seus pares e comparsas, certamente, assustados com o sincericídio do descondenado, ultimamente, trataram de segurar a língua dele. Na novela de Cervantes, O Colóquio dos Cães, há uma expressão que cabe a essa situação - “Controla a língua, porque nela estão os maiores estragos da vida humana”.

O espectro da esquerda para se impor é rico em ferramentas para enganar e dominar a sociedade.  

Um dos principais fatores para voltar ao poder e impor o regime da esquerda no Brasil é o famoso “Acuse-os do que você faz, chame-os do que você é!” Nesse princípio, vem a narrativa de chamar o atual presidente de fascista. Estou me referindo a um tópico bem pontual.

Na Espanha, o regime Franquista (1936 a 1975) do general Francisco Paulino Hermenegildo Teódulo Franco y Bahamonde, mais conhecido como Francisco Franco, adotou uma prática que o nazismo de Hitler já praticava no período que antecedeu a 2ª Guerra Mundial, bem como outros regimes totalitários, até alguns atuais, tem nesse modus operandi quase como uma regra.

Trata-se do Prato Único! Uma forma de saquear os ganhos dos cidadãos. Uma lei de Francisco Franco, de 30 de outubro de 1936, a pretexto de beneficência, obrigava os estabelecimentos comerciais a entregar ao governo a arrecadação de um dia de trabalho, e em meados de 1937, passou a cobrar dois dias de trabalho. Mais à frente, nem os mais pobres e vulneráveis escaparam dos saqueadores oficiais.

Aposto que muitos se lembraram do tal Imposto Sindical, formato oficial de escalpelar o trabalhador, especialidade petista. Lembrando que a implantação no Brasil deste tipo de contribuição veio nos anos de 1940, muito próximo do ideário fascista de Mussolini (Carta Del Lavoro de 1927).

Cada cultura, e a seu tempo, os verdadeiros ditadores usam sua maneira, não é?

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camisetabandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Conheça a Cerveja Artesanal Bolsonaro... Um sucesso. CLIQUE AQUI! 

Foto de Alexandre Siqueira

Alexandre Siqueira

Articulista
@ssicca no GETTR

Ler comentários e comentar