Novas invasões do MTST em MG podem ser reflexo de atitudes e declarações de Lula (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

As recentes invasões de propriedade privada pelo MTST (Movimento dos Trabalhadores sem Teto), em Minas Gerais podem ser consideradas reflexos de afirmações e de atitudes do ex-presidiário Lula.

Em março deste ano, por exemplo, ele se encontrou com Guilherme Boulos, o coordenador do MTST em SP, e disse que movimentos de moradia estarão em seu governo, caso seja eleito.

Na mesma época, ele gravou um vídeo, cujas principais partes nós editamos e disponibilizamos em nosso canal oficial de cortes, no Youtube:

“Vocês viram pela imprensa que ontem eu estive com o companheiro Boulos e depois de muita conversa a gente começou a discutir como é que estava a construção de casas nesse país. Por isso se a gente voltar a governar esse país, não pensem que vai ter moleza não”, disse o petista
“E vocês não serão apenas coadjuvantes, vocês serão sujeitos da história, por que vocês vão ter que ajudar a construir programa, vão ter que ajudar a conquistar e vão ter que ajudar a governar”, concluiu.

A fala dirigida ao MTST, entretanto, vale também para o MST, como o ex-condenado tem demonstrado em inúmeros encontros em que discursa a portas fechadas ou em eventos restritos aos membros desses movimentos, com suas camisas e bandeiras vermelhas.

Lula, aliás, concordou, recentemente com uma fala do ex-senador Roberto Requião, no ato de sua posse ao PT, no Paraná, de que ‘nem mesmo os títulos de propriedade privada registrados em cartório deveriam ser respeitados no Brasil’.

Sinalizações irresponsáveis que incentivam a invasão de propriedades privadas no campo e nas cidades.

Por enquanto, com o governo federal sob o comando de Jair Bolsonaro e inúmeras iniciativas que têm permitido aos proprietários não apenas se defender como também unir forças para recuperar suas terras, ainda é possível reagir.

Isso ocorreu em Montes Claros, na retomada de uma chácara, nesta segunda-feira (16) e na prisão do coordenador do MTST de MG, no dia seguinte, conforme noticiado aqui no JCO.

Bolsonaro titulou milhares de propriedades em todo o país, em número que deve chegar a 500 mil até o final deste primeiro mandato.

Em paralelo a isso, também desburocratizou o direito à posse e ao porte de armas, permitindo que os proprietários, principalmente no campo, possam se defender.

Mas todos sabem que o processo inverso ocorrerá rapidamente, na hipótese de a esquerda retomar o poder, no que pode se tornar uma verdadeira anarquia, em uma onda de violência nas áreas rurais e urbanas.

Quem vai decidir o que assistiremos a partir de janeiro de 2023, é o cidadão, pelas urnas!

Assista:

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

da Redação
Ler comentários e comentar