O mistério das polpudas contas correntes de Antônio Palocci

O juiz Sérgio Moro, atendendo ao pedido da Polícia Federal, apreendeu mais de R$ 61 milhões nas contas bancárias do ex-ministro e atual presidiário Antônio Palocci. Destes, R$ 31 milhões estavam em aplicações no Bradesco (que opção interessante, hein?!); outros R$ 30 milhões estavam na conta jurídica de sua empresa; e na conta corrente pessoal de Palocci tilintaram R$ 814 mil (um bom saldo para as despesas do dia-a-dia de um petista, né?!). 


Detalhe interessante: ex-titular do ministério da Fazenda, Antônio Palocci não tinha nenhum tostão na Caixa e no Banco do Brasil, instituições financeiras estatais que ele comandou durante anos.

Por que será? 

O diabinho atenta para dar essa resposta!

Helder Caldeira

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política