Esquerdista corta o queixo de ativista conservadora em Juiz de Fora e pode responder por tentativa de homicídio

Ler na área do assinante

A ativista política e pré-candidata a deputada federal por Minas Gerais, Lis Macedo, disse, neste sábado (28), que pretende processar a moça que cortou o queixo dela com uma gilete por tentativa de homicídio.

O fato ocorreu, nesta sexta-feira (27), durante a "Marcha da Maconha", em Juiz de Fora.

- Sobre a menina que cortou meu queixo com a gilete ontem na Marcha da Maconha em Juiz de Fora, há possibilidade dela ter tentado cortar meu pescoço e ter desequilibrado e pegou meu queixo. Vamos verificar tudo e, se for preciso, vamos entrar contra ela como tentativa de homicídio - iniciou.
- Revendo o vídeo e os atos premeditados, a coisa pode se configurar, sim, em crime político. Se constatada a tentativa de homicídio, a maconheira vai parar onde é o lugar de direito de todo bandido: na Cadeia! - avisou.
- E há rumores de que o problema é arma de fogo, né? Problema é o meliante! É o vagabundo! É o bandido e marginal! - disparou.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar