Acredite, mas o Ministério Público quer a punição de um pai e seu filho de 9 anos de idade (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Pedro Lucas Guerra é um garoto de 9 anos de idade, tem seus sonhos como qualquer criança, e olha que muitos não podem nem sonhar. Muitos não têm tempo, nem espaço para isso em suas vidas.

Mas o Pedro, conhecido como Capitão Guerra Mirim, quer ser Policial Militar. Rafael Guerra, pai do capitão mirim, dá asas e, por enquanto, ainda que ludicamente, apoia o desejo do filho. Pedro tem entre seus apetrechos de “militar” de Minas Gerais, o fardamento bege (popularmente, o caqui) completo, devidamente patenteado como capitão, algumas “armas”, acessórios como o rádio, o cassetete e as algemas, e duas “viaturas” (um carro e uma moto). DETALHE: as armas, acessórios e as viaturas são de BRINQUEDO (pareço um idiota ao ter chegar ao ponto de ter que explicar o óbvio). URGH!!!

 

Empresário do ramo de segurança, Rafael Guerra está indignado. Por denúncia de origem não divulgada, acatada pelo Ministério Público Estadual de Minas Gerais (com envolvimento do Juizado da Infância e Juventude - não sei em que termos), corre na justiça mineira uma ação contra ele, e claro, pode atingir seu filho. Independente do andamento da ação, o simples fato de ser judicializada a responsabilidade e conduta educacional do pai, pode gerar algum trauma irreparável no filho. Rafael Guerra se pronunciou em seu perfil do Facebook, mostrando toda sua indignação, e obviamente, sua preocupação.

Assista:

Para não passar batido, e até que venha a público, desconheço alguma ação do mesmo tipo contra algum pai (ou mãe) que tem nas brincadeiras de um filho, a alusão a terroristas ou a traficantes de drogas, como temos em imagens públicas na internet.

Podemos, e devemos, trazer à realidade o que motivou esse evento jurídico. É sabido que o momento político está em polvorosa no país, e muitos acontecimentos tem se revelado como aberrações, inclusive, na esfera jurídica. Não é necessário expor aqui essas situações, mas um fato chama a atenção.

O Capitão Guerra atraiu olhares pelo país e de muitas autoridades. O presidente Bolsonaro e o governador mineiro, Romeu Zema, estão entre eles. E mais do que destaque ou fama, o Capitão Guerra ganhou respeito.

      

Assista:

Será que foi isso que mexeu com opositores políticos do governo e estes acionaram o tão badalado sistema de CANCELAMENTO que vigora no Brasil? E ao Ministério Público, há razões para se ocupar com isso?

Vamos acompanhar o caso, e quem sabe, como disse o pai, vão exigir a carteira de motorista do Capitão Guerra.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

Foto de Alexandre Siqueira

Alexandre Siqueira

Articulista
@ssicca no GETTR

Ler comentários e comentar