Justiça age e suspende esdrúxula decisão do TCU contra Deltan

Ler na área do assinante

A absurda decisão do Tribunal de Contas da União (TCU), que cobrava do ex-procurador Deltan Dallagnol o valor de R$ 2,8 milhões relativos a gastos realizados com passagens e diárias de procuradores durante a operação Lava Jato, acaba de ser suspensa pela Justiça Federal.

A decisão elogiável é do magistrado Augusto César Pansini Gonçalves, da 6ª Vara Federal de Curitiba.

O juiz atacou a decisão do TCU da seguinte forma:

"A Tomada de Contas Especial não poderia se voltar contra alguém, como o ex-Procurador da República Deltan Martinazzo Dallagnol, que não exerceu papel algum como ordenador de despesas e nem sequer arquitetou o modelo de pagamento das diárias e passagens dos colegas integrantes da força-tarefa relativa à denominada Operação Lava-Jato".

Um outro aspecto que deve ser analisado oportunamente é de que a ação coordenada por Deltan recuperou bilhões para os cofres públicos.

Lamentável o comportamento do TCU.

Felizmente ainda existem juízes sensatos.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar