Anuncio de Nobel da Medicina utilizando PowerPoint desbanca esquerda intelectual brasileira

Neste momento, faço questão de escrever para todos aqueles que se limitaram a criticar ferozmente o PowerPoint apresentado no dia 14 de setembro de 2016 pelo procurador Deltan Dallagnol e pelos ilustres membros do Ministério Público Federal (MPF) na força-tarefa da Operação Lava Jato para demonstrar que Luiz Inácio da Silva, vulgo ‘Lula’, é o ‘comandante máximo’ da quadrilha que saqueou bilhões de Reais dos cofres da Petrobras e de outras estatais do Brasil.


Foi uma fuzarca! Aqueles, cuja desvergonha é dominante e os argumentos escapam, trataram de criar ‘narrativas’ para tentar desqualificar os interlocutores da mensagem. A principal delas foi descer sarrafo no PowerPoint, pouco importando seu conteúdo gravíssimo. Ditos ‘intelectuais’ e ‘formadores de opinião’, gente conhecida e desconhecida, focaram apenas naquilo que chamaram de ‘apresentação pobre’ e ‘troço de amador’. Foi viral. Virou até estampa de camiseta!

É pra essa gente que escrevo... 

Observem a imagem ao lado.

Trata-se do anúncio oficial do vencedor do Nobel Prize in Physiology or Medicine 2016, realizado na manhã do dia 03 de outubro pela Fundação Nobel e pelo Karolonska Institutet, na Suécia.

O PowerPoint exibe a impressionante descoberta do japonês Yoshinori Ohsumi, laureado com o Prêmio Nobel. Após quase três décadas de pesquisas, ele identificou um mecanismo de autofagia das células. Grosso modo, ele descobriu como funciona o sistema utilizado pelas células do nosso organismo para realizar uma ‘autolimpeza’, uma ‘reciclagem’. De acordo com os maiores especialistas do planeta, ‘a descoberta de Ohsumi contribui imensamente para compreensão de patologias, como as vinculadas ao envelhecimento (como Mal de Parkinson e Doença de Alzheimer) e, um dia, podem permitir que os humanos vivam mais tempo com boa saúde". [Fonte: G1 - veja aqui] 

Será que alguém no mundo teve a ousadia de dizer que a pesquisa de Yoshinori Ohsumi não é digna do Nobel por causa do PowerPoint ‘pobre’ e ‘amador’? Ou, será que alguém desqualificou a fundação e o instituto da Academia Sueca por utilizá-los frequentemente em seus anúncios de laureados?

Aliás, é provável que este seja exatamente o cerne da questão: os doutos brasileiros sabedores de tudo importam-se mais com a imagem, com a ‘embalagem’, e menos — muito menos! — com o conteúdo. Por consequência, o Brasil não tem nenhum Prêmio Nobel e ululam os prêmios de Marketing, inclusive no universo da política, praia para os vendedores de ilusões embaladas em belos pacotes.

É bem a cara da #BananeiraJeitinho... 

Helder Caldeira

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Variedades