A resposta desmoralizante de Bolsonaro ao medíocre ataque do ator americano, intérprete de Hulk

Ler na área do assinante

O presidente Jair Bolsonaro resolveu dar uma resposta à altura, contra os ataques que recebeu do ator norte-americano, Mark Ruffalo, conhecido, mais recentemente, por suas interpretações do personagem Hulk, o cientista aloprado que se transforma em um grande monstro verde e destrói tudo o que vê pela frente na série de filmes da Marvel produzidos para o cinema, entre elas, a de maior sucesso, denominada ‘Os Vingadores’.

Durante o encontro bilateral entre Bolsonaro e Joe Biden, nesta quinta-feira (9), durante a Cúpula das Américas, em Los Angeles, Ruffalo fez uma publicação em suas redes sociais, pedindo ao presidente americano que não confiasse no brasileiro:

Caro @POTUS: o homem com quem você está se encontrando hoje não respeita a democracia e ameaça consistentemente um golpe. Quando as audiências de 1/6 começarem, lembre-se de ficar do lado da democracia.

O comentário repercutiu principalmente entre os esquerdopatas e opositores do governo, que passaram a replicar a narrativa como se fosse verdade, como de costume.

Mas Bolsonaro respondeu, em inglês, brincando com o sobrenome de Ruffalo, ironizando as falas de Hulk no cinema, compostas por gritos e grunhidos, e dando uma verdadeira aula sobre democracia e soberania brasileira:

1. Caro Mark Ruffles, tenha calma! Eu estou certo de que você nunca leu a Constituição Federal brasileira, mas posso garantir que ela não é parecida com os roteiros complicados do Hulk que você tem que memorizar: “AHGFRR”. Leia a Constituição e você descobrirá que não estou apenas a respeitando, mas protegendo o Estado de Direito do Brasil.
2. Os fatos mostram que meu governo sempre esteve do lado da democracia e da Constituição. É a esquerda brasileira (os seus senhores) que quer controlar a imprensa, coibir a liberdade de expressão, censurar a internet e apoiar financeiramente ditaduras como Cuba e Venezuela, e não eu.
3. Deixe-me explicar de forma mais simples: se o Capitão América fosse eleito por +55 milhões de pessoas e Thanos, que é estrangeiro e não sabe nada sobre os EUA, tentasse interferir no território ou no processo eleitoral americano, seria o Thanos e não o Capitão quem estaria desrespeitando a democracia, escreveu o presidente também nas redes sociais.

A última parte da mensagem fechou com chave de ouro, em um show de bom humor:

4. A propósito, o Hulk original era muito mais legal. Ele não precisava de um computador para parecer forte e realmente entendia algo sobre a natureza.

Percebe-se que lá, assim como cá, os artistas esquerdopatas gostam mesmo é de lacrar e passar vergonha.

Ruffalo, ou ‘ruffles’, como disse Bolsonaro, com certeza irá continuar a atormentar seus seguidores com essas narrativas vazias, com assédio direcionado e sem profundidade ou conhecimento sobre a mensagem que tenta passar.

Algo parecido com o que faz a velha mídia aqui no Brasil.

Alguns jornalistas, aliás, estão cada dia 'mais verdes de raiva', após três anos e meio sem conseguir uma única notícia que, de fato, desabone o chefe do executivo nacional.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar