Problema do Rio de Janeiro não é judicial, é financeiro

A Justiça determinou, novamente, o arresto das contas do Governo do Estado do Rio de Janeiro para garantir o pagamento dos funcionários públicos com salários atrasados. Nelas, só havia R$ 5,5 milhões, quando são necessários quase R$ 2 bilhões.


Ou seja, não é um caso a ser resolvido com determinação judicial. Salvo se mandarem prender o governador em exercício Francisco Dornelles, que por ter mais de 80 anos, nem preso pode ser! Ainda que pudesse, não resolveria o drama. 

Neste momento, a questão é de fluxo de caixa numa máquina atulhada e ineficiente. E decisão judicial não faz dinheiro brotar do chão.

O endividamento Rio de Janeiro equivale a 202% do PIB estadual.

Noutra palavra, FALIU!

Helder Caldeira

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política