Homem que ficou com Olarte em motel é novamente preso

A ganância é uma coisa inexplicável...


O advogado André Scaff, um filho de Campo Grande (MS), que conseguiu construir durante 25 anos de trabalho no legislativo municipal uma história de respeito, jogou tudo na lata do lixo.

Sua afinidade com o ex-presidente da Câmara, Mario Cesar da Fonseca, o fez assumir a secretaria de finanças da prefeitura de Campo Grande e, no exercício do cargo, foi o grande articulador da verdadeira orgia de dilapidação nos cofres públicos ocorrida na gestão do infame pastor Gilmar Olarte.

Um ano e cinco meses de algazarra, sob a batuta de Scaff.

Quando o caso ‘estourou’, o então secretário de finanças foi quem deu fuga ao ex-prefeito e, segundo se comenta nas redes sociais, para se safar da polícia, a dupla teria pousado num motel do interior de São Paulo (veja aqui).

Na sequência, Olarte se entregou e, por enquanto está solto, mas devidamente monitorado com uma tornozeleira eletrônica.

Scaff, por sua vez, foi novamente preso neste sábado (08), desta feita sem a companhia de Karina, sua esposa.

Pode perder os bens e o cargo. A dignidade já foi pro espaço.

Lívia Martins

liviamartins.jornaldacidade@gmail.com

da Redação

Comentários

Mais em Foco MS