Humorista Dedé Santana revela o que aconteceu desde que declarou apoio a Bolsonaro

Ler na área do assinante

O histórico humorista Dedé Santana desabafou em recente entrevista.

Segundo Dedé, desde que assumiu ser apoiador do presidente Jair Bolsonaro, vem sendo tratado de forma diferente.

“Muita gente parou de falar comigo desde que defendi ele, gente que prefiro nem citar nomes.
Eu conheci um cara com nome de Capitão, morava perto do condomínio dele no Rio, e sempre o tratei assim, de Capitão.
Até que aconteceu aquela facada durante a eleição e percebi que ‘capitão’ era candidato à presidência. Fui lá prestar solidariedade. Nem sabia que era político! Falei: 'Quero que seja meu presidente!' E não me arrependo disso”, afirmou Dedé.

Sobre o humor atualmente, o comediante é certeiro:

“Está complicado (fazer humor) por causa do politicamente correto, não se pode falar mais nada, que vira um problema. N’Os Trapalhões dos anos 80 e 90, não tinha maldade. Eu entrava em cena e falava pro Mussum: “Ô negão”! Ele respondia: “Negão é seu passadis!”. E todo mundo ria.
Me chamavam de ‘rapaz alegre’ e eu não via maldade. Hoje em dia é tudo complicado”, compara.

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Conheça também a Cerveja Artesanal Bolsonaro, CLIQUE AQUI!

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar