Com desmoronamento do PT, acaba a valentia do presidente da CUT

A valentia acabou. Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) aceitou o convite do ministro Geddel Vieira Lima para participar de uma conversa com o presidente Michel Temer, quando será discutida a reforma da previdência.


A atitude do líder sindical é um notável recuo para quem bradava até pouco tempo ‘vamos resistir ao golpe’.

No mínimo ele já reconhece o governo do atual presidente.

Segundo a revista Época, Vagner tem dito: ‘Se é isso [governo Temer] que a gente tem e o Congresso aprovou, é com isso que temos de conversar’.

De qualquer forma, o vexatório desempenho do PT nas urnas parece ter sido determinante para a nova posição.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Política