desktop_cabecalho

Vaza mais um trecho da delação de Valério, nova bomba vem à tona e corrupção milionária do PT é exposta (veja o vídeo)

Ler na área do assinante

Marcos Valério administrava um caixa clandestino do PT com um saldo de 100 milhões de reais. Ele contou mais essa façanha digna de uma verdadeira organização criminosa, em sua delação premiada.

A delação foi aprovada pelo Supremo Tribunal Federal e os depoimentos foram filmados.

Parte desse caixa clandestino teria sido utilizado para entregar 6 milhões de reais ao empresário Ronan Maria Pinto, de Santo André, que chantageava o presidente Lula, ameaçando contar detalhes sobre as ligações dos petistas com a facção criminosa PCC e o assassinato do prefeito Celso Daniel.

O dinheiro, disse o operador do mensalão, não era problema.

“Eu simplesmente, eu tinha muito mais que os seis milhões na mão deles, eu tinha umas dez vezes mais que isso na mão, então, pagar os 6 milhões não era o problema”, afirmou.

Em seguida, o delator contou que evitou fazer o pagamento porque soube que o caso envolvia o assassinato do prefeito Celso Daniel, que foi torturado e morto em 2002.

“Se eu não tivesse rastreado tudo isso, e não tivesse chegado a essa conclusão, eu teria feito, gente. Por que que eu não ia fazer? Eu tinha mais de 100 milhões deles na mão”, afirmou Valério.

Veja o vídeo:

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você! 

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Fonte: Revista Veja

da Redação
Ler comentários e comentar