desktop_cabecalho

Mulher do guarda também estava armada e um erro foi cometido

Ler na área do assinante

O caso de Foz do Iguaçu precisa ser rigorosamente apurado para evitar ilações irresponsáveis, como as que estão sendo feitas pela velha imprensa.

E, infelizmente, um erro crucial já foi cometido.

A pistola de Pâmela Suelen Silva, viúva do guarda municipal, Marcelo Arruda, não foi apreendida para perícia.

Ela estava armada e isso é possível ver no vídeo que está circulando e que mostra a troca de tiros entre o guarda municipal e o policial penal federal, Jorge José da Rocha Guaranho.

Um erro grotesco e inadmissível em uma investigação criminal.

Abaixo o vídeo com as primeiras declarações da delegada do caso:

A eleição está chegando... Está na hora de você estampar todo o seu amor pelo Brasil!

Já garantiu a sua camiseta, bandeira e faixa?

Tudo isso e muito mais você encontra no Shopping Conservador...

A maior loja patriota do Brasil!!

Clique no link abaixo:

https://www.shoppingconservador.com.br/

O Brasil precisa de você!

Caso queira, doe qualquer valor ao Jornal da Cidade Online pelo PIX (chave: pix@jornaldacidadeonline.com.br ou 16.434.831/0001-01).

Assine o JCO:

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

da Redação
Ler comentários e comentar