Lava Jato negocia delator que deve entregar Cabral, Paes e Pezão

O PMDB do Rio de Janeiro está na iminência de implodir com o provável envolvimento na Lava Jato de todas as suas lideranças, especialmente o ex-governador Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes e o governador Luíz Fernando Pezão.


O empresário Fernando Cavendish, ex-dono da Delta Engenharia, está em adiantada negociação de sua delação premiada e deve entregar os três peemedebistas.

Fernando Cavendish
Fernando Cavendish


A Delta viveu o auge de sua existência justamente no período em que Cabral governou o Rio de Janeiro.


A empreiteira obteve cerca de R$ 1 bilhão em obras no período entre 2007, primeiro ano do governo Cabral, e junho de 2011. 

Cavendish foi preso no Rio de Janeiro em Julho deste ano, logo após desembarcar no aeroporto Tom Jobim.

Em seguida, sua preventiva foi transformada em prisão domiciliar, até ser preso novamente no dia 28 de julho.

Pessoas próximas ao empresário dizem que ele guarda profunda mágoa com relação a Cabral, que o teria abandonado em 2012, quando veio à tona a sua relação com Carlinhos Cachoeira.


Sua forte relação com o ex-governador foi marcada por uma tragédia familiar. Na queda de um helicóptero, em junho de 2011, na Bahia, morreram Mariana Noleto, namorada do filho de Cabral; Jordana Kfuri, mulher de Cavendish; e mais quatro pessoas. Cabral e o filho também participavam da viagem, mas não embarcaram na aeronave, que levou somente as mulheres e as crianças.

O motivo da viagem à Bahia era a comemoração do aniversário de Cavendish.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades