Policiais legislativos são soltos, menos o homem de confiança de Renan

Apenas o diretor da Polícia do Senado, Pedro Ricardo Carvalho, permanece detido na Superintendência da PF em Brasília.


Os outros três policiais legislativos também presos na Operação Métis, já foram soltos pela Polícia Federal.

Conhecido popularmente como ‘Pedrão’, o diretor da polícia do Senado é tido como uma pessoa extremamente arrogante. 

Renan Calheiros, por sua vez, tentou minimizar os fatos,  dizendo que as varreduras ‘restringem-se a detecção de grampos ilegais, conforme previsto no regulamento interno’.

Entretanto, o diretor-geral da PF, Leandro Daiello, desmentiu o senador, esclarecendo que a investigação não é sobre a suposta varredura de grampos, mas sim sobre a obstrução de uma investigação federal. ‘O que foi investigado é o desvio de finalidade de quatro integrantes da polícia do Senado Federal que teriam utilizado as atribuições do senado com finalidade ilícita, a obstrução da Operação Lava Jato’.

Pedrão, tido e havido como homem de confiança do senador Renan Calheiros, é descrito pela PF como o líder da 'organização criminosa’ que tentou embaraçar a Lava Jato.

A conclusão é uma só: esse Renan não tem jeito, está sempre metido em tramoia.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Variedades