Policial legislativo preso, era topetudo e já havia se envolvido em outros embates com a PF (veja vídeo)

Renan Calheiros tem o ‘poder’ de transferir ‘poder’ a seus apaniguados, ou pelo menos a sensação de ‘poder’.


No Senado dizem que Pedro Ricardo de Carvalho, o diretor da polícia legislativa, se sentia mais importante que senador.

Um sujeito imponente e topetudo.

Há alguns meses, quando a Polícia Federal cumpria mandado de busca e apreensão na residência do senador Fernando Collor, Pedrão bateu lá e ousou tirar satisfações.

Na ocasião, a delegada encarregada do caso, Andréa Pinho Albuquerque, foi extremamente cordial, mas não atendeu ao seu pedido, que era ter acesso ao mandado de busca.

Quando a PF foi deixar o local, Pedrão e seus comandados tentaram impedir. ‘No momento em que a equipe abriu a porta para sair da residência, fomos surpreendidos pela presença de aproximadamente sete policiais legislativos, que impediram nossa saída’, relatou a delegada, acrescentando que o diretor da Polícia do Senado, Pedro Ricardo de Araújo Carvalho, ‘esbravejava de forma bastante ríspida que a diligência estava eivada de nulidade’.

Preso, certamente terá que mudar sua postura.

da Redação 

Veja o vídeo abaixo: Credito para ‘O Globo’.

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Comentários

Mais em Variedades