Pouco antes do crime, estudante assassinada cantava e dançava, abraçada ao autor (veja o vídeo)

A estudante de Direito Mariana Angélica Fidélis Damasceno, de apenas 22 anos, e o autor de seu homicídio, o policial militar Wellington Aparecido Landim, de 24 anos, minutos antes do episódio fatídico de divertiam alegremente, dançavam, brincavam e faziam selfies.


Os fatos ocorreram no dia 22 de outubro, durante uma festa universitária, em São José dos Campos, interior de São Paulo.

Na sequência, o policial usou a mesma arma, uma pistola calibre ponto 40, para se suicidar, atirando contra o próprio corpo.

Os dois eram namorados e chegaram juntos à festa. No início do ano, Mariana tinha dado queixa à polícia contra Landim por ameaça.

O crime chocou o Brasil.

Veja abaixo vídeo completo da matéria enviada para o Jornal da Cidade, produzida pela Jovem Pan.

da Redação

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Policia